Tem medo do financiamento estudantil? Veja programas que oferecem bolsas estudantis

O financiamento estudantil, oferecido pelo Governo Federal ou por empresas privadas. Embora sejam vantajosos, podem desencadear medo nos estudantes. É que o fato de precisar pagar pelo curso após a sua conclusão, pode ser muito incerto. Por isso, buscar por outros programas e sistemas também é interessante.

Financiamento estudantil

Fornecido pelo Governo Federal, como o FIES. E também por instituições particulares, como o PPRAVALER. O financiamento estudantil tem sido uma opção de iniciar o curso de graduação.

A ideia é conceder esse crédito pessoal ao universitário, como se fosse um empréstimo. E após a conclusão do curso, no caso do FIES, os então profissionais devem iniciar o pagamento parcelado do saldo devedor. Ao todo, são dados pelo menos 14 anos para concluir o pagamento.

No entanto, essa forma de começar sua graduação não agrada a todos. Pois, criam uma dívida que compromete o salário do jovem ou de seu fiador por alguns anos. Mesmo que os juros aplicados sejam menores que do mercado de empréstimos.

Bolsas do Governo Federal

Com base na pontuação conquistada durante o ENEM, os jovens e adultos podem buscar pelo ensino superior gratuito ou pela concessão de descontos.

Por meio do PROUNI, os jovens podem tentar uma bolsa para ensino superior. E financiar os outros 50% do valor da mensalidade com o FIES.

Esses programas têm número de vagas restritos, abrem inscrições a cada início de semestre. E classificam seus candidatos conforme suas notas da prova. Além disso, são considerados o perfil socioeconômico dos candidatos.

O SISU, também criação do MEC, concede vagas em universidades públicas estaduais ou federais. A disputa é acirrada, principalmente para os cursos mais desejados.

Bolsas por empresas privadas

A fim de sanar a questão de que muitos jovens não conseguem iniciar seus estudos por meio dos sistemas do Governo, empresas privadas criaram soluções.

O portal aluno Educa Mais Brasil 2020, por exemplo, é uma página em que os interessados aderem a bolsas de estudos parciais em universidades privadas. Pagando por um valor equivalente a uma mensalidade, e garantindo o desconto por semestre.

A cada novo período do curso é preciso renovar seus dados, e pagar a taxa de aditamento. São programas nacionalmente conhecidos:

  • Educa Mais Brasil;
  • Quero Bolsa (desconto válido por todo curso, sem necessidade de renovação);
  • NEORA.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *